Rotogravura Flexografia

ROTOGRAVURA

Trata-se de um processo de impressão directa, cujo nome deriva da forma cilíndrica e do princípio rotativo das impressoras utilizadas. A imagem a imprimir está em baixo relevo. Na Rotogravura, a impressão aplica quantidade de tintas em diferentes partes do suporte. Isso é possível graças à gravação de células num cilindro revestido com cobre e cromo. A gradação das tonalidades da imagem é determinada pela profundidade das células: as profundas contêm mais tinta, assim imprimem tons mais escuros; as rasas, com menos tinta, resultam em tons mais claros. Depois de ser gravada no cilindro revestido com cobre, a imagem é recoberta com cromo para dar maior durabilidade. O cilindro gravado passa pelo tinteiro onde recebe tinta directamente, ficando a tinta alojado nas células gravadas. O excesso de tinta é removido por uma lâmina, pelo que apenas a tinta contida nas células passa para o suporte impresso, compondo assim a imagem pretendida. Usa-se este tipo de impressão em suportes muito lisos e sempre que se pretende fundos completamente impressos.

FLEXOGRAFIA

A flexografia é um sistema de impressão rotativo directo, que utiliza clichés de foto polímero, contendo a imagem a imprimir em alto-relevo. Os clichés são ajustados e colados sobre os cilindros ou camisas porta-clichês com longitude de repetição variável, recebem a tinta através de um cilindro simples de borracha ou por um cilindro ANILOX provido de uma lâmina (Doctor BLADE), que transportam tintas líquidas sobre o cliché, que por sua vez a transferem para o suporte a imprimir. Usam-se tintas de base água ou de base solvente. No caso da impressão sobre papel é mais usual o uso de tintas de base água. A impressão em máquinas flexograficas modernas, de tambor central, permite alta qualidade.